Pauta de Domingo: Vamos falar sobre ansiedade?

Como não ser ansioso nesse mundo caótico que vivemos? É muita pressão, muitas expectativas a serem atendidas, são tantas incertezas… Por isso, uma matéria da BBC Brasil me chamou tanta atenção essa semana. Na verdade a matéria foi divulgada na semana passada (22/11/2017), e discute 6 maneiras de treinar seu cérebro para lidar com a ansiedade, de acordo com a pesquisadora Olivia Remes da Universidade de Cambridge, Inglaterra.

As 6 maneiras relatadas pela pesquisadora são:

1- Monitore seus pensamentos;

2- Faça atividades físicas e pratique meditação;

3- Encontre um propósito (de vida);

4- Veja o lado bom da vida;

5- Viva no presente;

6- Busque terapia.

Na reportagem cada tópico é melhor discutido, por isso vale a leitura. Mas é interessante notar como atitudes tão simples são capazes de mudar nossa qualidade de vida, especialmente nossa saúde mental e, ao mesmo tempo, como parece tão difícil colocar tudo isso em prática. Certamente é preciso determinação e força de vontade, especialmente a parte de fazer exercícios físicos e monitorar seus pensamentos, sendo que, para mim, esse último é o mais difícil de se conseguir.

Isso tudo me faz pensar que frases de alerta, como “Vigie seus pensamentos” ou “Seu maior inimigo é você” fazem realmente todo o sentido. A forma como encaramos os problemas que eventualmente aparecem, como lidamos com as situações ou com as pessoas, é que determinam nossa paz, nosso sucesso pessoal e, consequentemente, a aniquilação desse monstro que é a ansiedade. Somente você tem o poder para mudar a sua vida. E isso é algo que repito para mim todos os dias, tentando mudar todos os pensamentos negativos que insistem aparecer.

Durante essa batalha também tive a oportunidade de ter a ajuda de uma psicóloga, ainda que por um curto período de tempo. Foi uma ótima experiência! Me fez pensar nos motivos que me traziam a ansiedade e como lidar com eles. Não significa que aprendi tudo (por isso quero voltar a fazer), mas quando estou muito ansiosa lembro de fazer exercícios de respiração, por exemplo, algo que aprendi com a psicóloga e que me ajuda muito. Por isso, a recomendação de busca por terapia é tão importante.

Ás vezes não conseguimos lidar com tudo sozinho, e tudo bem. A questão é: procure ajuda se você se sente assim. Não deixe esse monstro te consumir desse jeito. E lembre-se: essa sensação é passageira, quer dizer, tudo é passageiro. Você vai passar por isso também.

3 comentários em “Pauta de Domingo: Vamos falar sobre ansiedade?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s