Mude seus hábitos para ter a vida que sempre sonhou

mude-seus-habitos-e-tenha-a-vida-que-sempre-sonhou-irmascarvalho

No início desse ano eu fiz um voto comigo mesma de que 2018 seria um ano diferente. Melhor. Chega de vitimização, de colocar a culpa na política, na família, na criação, nas estrelas etc. É claro que passamos por muitas experiências nessa vida, que não necessariamente dependiam de nós. Mas é importante lembrar que nos temos sim a escolha de deixar o passado para trás, por mais difícil que isso seja, e finalmente tomar as “rédeas da nossa vida” e mudar nossas atitudes HOJE. Sem isso, nunca teremos a vida que sonhamos.

Foi por isso que escolhi como palavra norteadora desse ano a CORAGEM, porque vou precisar de força para fazer as mudanças que eu desejo. E não me refiro necessariamente a mudanças externas, como mudar de emprego ou sair da casa dos pais. Me refiro a mudança de comportamento e pensamentos, desses padrões que nós construímos e seguimos a tanto tempo que não conseguimos mais enxergar rotas alternativas, e quando você vê, passou a vida girando em círculos, sem chegar de fato a lugar nenhum.

E como mudar um comportamento antigo é difícil. Isso porque muitas vezes ele está tão enraizado na nossa vida que se tornou um hábito. É óbvio que nem todo hábito é ruim, como escovar os dentes ou verificar seus e-mails todo dia de manhã, mas existem sim hábitos ruins, que te matam aos poucos. Ora seu corpo físico, ora seu corpo mental, mas também seus sonhos e até seu futuro.

A pergunta que fica é: Como mudar esse quadro?

o-poder-do-habito-charles-duhigg-irmascarvalho
Fonte: CONTI outra

Na busca por respostas, finalmente li o livro “O poder do hábito – Por que fazemos o que fazemos na vida e nos negócios”, do Charles Duhigg. O livro é dividido em três partes: O hábito no indivíduo, o hábito nas empresas e o hábito na sociedade, sendo que cada uma aborda pesquisas e conta histórias pertinentes a sua parte. Cada história traz um aprendizado e um incentivo sobre como somos capazes de mudar nossos hábitos. O que realmente persiste em todo o livro é o entendimento da existência do chamado Loop do Hábito, se referindo a como um hábito funciona. O ciclo é sempre o mesmo:

Deixa >>>> Rotina >>>> Recompensa >>> Deixa >>> ….

loop-do-habito-irmascarvalho
Fonte: Midializado

Basicamente a deixa se refere aquilo que te move a ter determinado comportamento/pensamento. A rotina é a atitude habitual em si. E se você criou um hábito, certamente está ganhando alguma coisa com isso, a recompensa. E o ciclo se inicia novamente.

A questão é que temos sim o poder para interferir nesse ciclo. O primeiro passo é reconhecê-lo, o que me leva a pensar como a busca por auto-conhecimento é importante. O segundo passo é QUERER MUDAR. E não, isso não é fácil, como o autor coloca muito bem no livro através dos seus diversos exemplos. Mas é possível sim.

A sugestão de Duhigg?

“Para modificar um hábito, você precisa decidir mudá-lo. Deve aceitar conscientemente a dura tarefa de identificar as deixas e recompensas que impulsionam as rotinas do hábito e encontrar alternativas. Você precisa saber que tem o controle e ser auto-consciente o bastante para usá-lo.”

Ou seja, ele fala nessa e em muitas outras frases impactantes sobre  o poder da escolha e da persistência para alcançar a mudança. Isso explica porque pessoas que fumam a 40 anos conseguem parar de fumar, ou como uma pessoa sedentária consegue aderir a uma rotina de exercícios físicos. Elas não são diferentes de nós, a não ser pelo fato de terem escolhido mudar e de não terem desistido apesar das reações físicas que sentiam, por causa da abstinência do cigarro ou a dor muscular provocada pelo exercício.

A minha sugestão é que você se olhe no espelho todos os dias e repita “Quem manda aqui sou eu!!!!”, para ver se você internaliza que tem poder sobre suas decisões, sua mente e sobre o seu corpo, e não o contrário…

mude-suas-atitudes-o-poder-do-habito-irmascarvalho

Eu sei que não fiz uma resenha do livro, e não era essa a minha intenção, mas precisei comentar um pouco sobre ele e como a compreensão do que ele traz me marcou positivamente, com tantas histórias de incentivo e outras de alerta sobre como pode ruim ser refém de seus hábitos. Por isso, eu recomendo MUITO a sua leitura. Tenho certeza de se sentirá mais motivado!

 

10 livros para ler em 2018

17 coisas que aprendi em 2017 (3)

É sempre bom ler mais… Então fizemos uma listinha de livros que gostariamos de ler em 2018. É meio que um desafio pessoal… Olhem só:

Livros para ler em 2018

1- 1984, George Orwell (Saraiva, R$28,71). Gosto de ficções que te ajudam a ter uma perspectiva melhor do cenário que vivemos;

2- Guia do Mochileiro das Galáxias, Douglas Adams. (Saraiva, R$ 17,91). Esse livro mistura ficção científica, comédia e uma boa pitada de crítica política. Costumo gostar muito de sátiras, por isso esse livro parece bem interessante de ler.

3- Gabriela, Cravo e Canela, Jorge Amado. (Saraiva, R$ 20,61). Geralmente Jorge Amado é um bom autor para quem não tem costume de ler literatura clássica. Já li seus livros, mas nunca Gabriela.

4- O Príncipe, Nicolau Maquiavel. (Amazon, R$ 15,50). Gosto do que o autor fala sobre a natureza humana, tanto relacionado ao poder quanto aos relacionamentos interpessoais. Aparentemente, ele fala umas verdades bem duras, dessas que tentamos negar.

5- O Festim dos Corvos, As Crônicas de Gelo e Fogo – Livro 4, George R.R. Martin. (Saraiva, R$ 32,31). Já li os três primeiros livros da série e quero concluí-la logo.

livros-para-ler-em-2018-1.jpg

1- Extraordinário, R.J. Palacio. (Saraiva, R$ 21,51). Esse livro já estava na minha Wishlist de Natal, e apesar de não ter ganhado, a vontade de ler continua. A história parece muito cativante e cheia de frases de efeito.

2- A Sutil Arte de Ligar o Foda-se, Mark Manson. (Amazon, R$ 21,00). O título chamou muita a minha atenção. Além disso gostei da proposta do livro, que parece ir na contra-mão desse movimento de auto-ajuda e positividade sempre. Ás vezes precisamos simplesmente deixar as coisas para lá mesmo.

3- O Poder do Hábito, Charles Duhigg. (Amazon, R$ 31,41). Esse livro já estava na minha lista de leitura, mas não consegui parar para ler. Aparentemente, ele te ajuda a entender suas atitudes e como tornar algo habitual para você.

4- O Mundo de Sofia, Jostein Gaarden. (Amazon, R$ 31,41). Minha irmã já leu esse livro e já até indicou aqui no blog, e mesmo assim eu nunca li, mas sei que ele é repleto de lições e reflexões sobre a vida e a filosofia.

5- Cristianismo Puro e Simples, C.S. Lewis. (Amazon, R$ 31,90). Há algum tempo eu comecei a ler esse li livro e parei. Não me lembro o motivo agora, mas acho que é porque não estava tendo tempo para conseguir digerir a mensagem do livro, entendem? O livro reúne uma série de palestras ministradas por C.S. Lewis na rádio, durante a Segunda Guerra, com mensagens de paz e esperança e, claro, falando de Deus.

Como você deve ter percebido, não são livros novos, mas acreditamos que todos irão, de alguma forma, contribuir para o nosso crescimento pessoal e intelectual.

Faça a sua lista de leitura também! É uma boa forma para se planejar e não desviar dos livros que você realmente gostaria de ler…

6 Lições que aprendi com #GIRLBOSS

Acho difícil você nunca ter ouvido falar do livro #GIRLBOSS, da Sophia Amaruso. O livro fez tanto sucesso, que virou até série da Netflix! A série eu nunca assisti, mas depois da leitura, fiquei com muita vontade!

girlboss livro

Bom, apenas para situar: A autora, Sophia Amaruso, é a fundadora e CEO de uma marca super famosa lá nos EUA, chamada Nasty Gal. No livro ela conta um pouco de sua trajetória até o surgimento e desenvolvimento de sua grife, que hoje é muito bem avaliada financeiramente. Mas não se trata de uma mera biografia, apesar dela expor vários momentos bons e ruins de sua vida (tem foto e tudo), e sim de uma inspiração  para quem quer fugir do padrão, empreender ou ter sucesso na carreira.

Tudo que eu falei sobre o livro é bem resumido, mas o objetivo aqui não é fazer resenha, e sim expor algumas lições importantes que aprendi com essa leitura, até para você ver como vale a pena … Acompanhe (contém alguns spoilers):

1- O seu passado não te define.

No livro, Sophia conta um pouco sobre suas escolhas (algumas bem erradas), suas dificuldades na trajetória escolar, sua aversão ao capitalismo e aos padrões de beleza, e suas loucuras… Apesar disso (e porque ela precisava de dinheiro) ela começou o seu negócio, que no início era apenas uma loja no ebay, até crescer e se tornar uma gigante. Ela não fez faculdade, teve vários empregos, passou por várias escolas, teve depressão e ainda sim conseguiu conquistar muita coisa. É claro que não foi da noite para o dia. Ela lutou muito também, mas focou no futuro, foi determinada e venceu. O que aprendemos? Não importa se você está vivendo um período meio ruim agora, você pode sim virar o jogo!

2- Tente enxergar a saída. Se não tiver uma, então crie.

Sophia tinha dificuldade em ficar nos empregos que conseguia, dentre outras coisas, porque não gostava deles. Daí ela resolveu criar sua loja virtual no ebay PARA QUE NÃO PRECISASSE LIDAR COM PESSOAS. Isso mesmo! Ela teve essa ideia porque queria trabalhar sozinha! Entendeu sua dificuldade e teve uma ideia a partir daí. E não foi só isso. Ela não tinha muito dinheiro, mas amava peças vintage e tinha uma boa noção de moda e fotografia. Então ela montou uma loja virtual de peças vintage. O que aprendemos? Conheça a si mesmo(a), suas dificuldades e suas qualidades e transforme suas características em ferramentas que trabalhem ao seu favor, especialmente no que se refere a escolhas profissionais e criativas.

3- Seja corajosa e lute para ter a vida que sempre sonhou.

Olha só esse trecho do livro:

“Descubra o que você ama fazer e aquilo em que é ótima, depois tente pensar em como viver disso! Não tenha medo. Nós todos vamos morrer, é só uma questão de quando e como – então seja corajosa! Você nunca vai se arrepender por ter tentado realizar um sonho!”

O que dizer depois disso? Não desista dos seus sonhos! Vai ser difícil sim, muita gente vai dizer que você está ficando louca, vai tentar te desanimar, mas no final das contas quem vai viver essa vida é você! Então se você tem um sonho, não tenha medo de tentar realizá-lo. E se não der certo? Tudo bem também, pelo menos você terá tentado. Busque outro sonho para realizar.

4- Não se importe tanto com a opinião dos outros

Essa é difícil de aplicar, pelo menos para mim, mas é sempre bom reforçar que você precisa ser firme, saber seu valor e não mudar seus planos diante das críticas. Após a Nasty Gal ter se tornado uma empresa mais consolidada, Sophia tinha (e imagino que ainda tenha) que se manifestar e interferir em várias decisões importante. Ela não fez faculdade, não tinha experiência na gestão de um grande negócio, teve que aprender muita coisa na prática. Ela não se importou em demonstrar dúvida, mesmo quando, aparentemente, todos já entendiam a situação. Ela não se importou com as viradas de olho, nem com os pré-julgamentos. E assim, tomou as decisões que fez dela uma #GIRLBOSS. O que aprendemos?

“Não importa onde você está na vida, você vai poupar muito tempo ao não se preocupar demais com o que os outros pensam”.

“Não importa quais sejam os seus sonhos, se você escutar só aqueles que estão a sua volta, as chances de seus sonhos se tornarem realidade são muito pequenas…”

6- Controle seus gastos!

Isso mesmo que você leu. “Não gaste mais do que você tem” é uma frase que temos que deixar grudado no espelho e olhar todo o dia. Nesse mundo louco do consumo, ficamos tentados a adquirir coisas (que muitas vezes nem precisamos). Pode ser por status, por moda, enfim… Não faça isso. Sophia nunca teria conseguido ter uma empresa se tivesse sido descontrolada e gastado seus primeiros pagamentos em futilidades. Ela investia novamente na empresa e pensava muito bem antes de investir o dinheiro. Pode parecer bobo, mas muita gente se enrola, e cria até problemas emocionais mesmo, por não saber lidar com dinheiro. Então cuide bem de suas finanças, dinheiro não cai do céu!

Eu poderia escrever muito mais sobre esse livro, mas daí a sua leitura perderia a graça… Como eu disse, #GIRLBOSS não é biografia, nem auto-ajuda, mas é realmente um livro recheado de frases inspiradoras e lições para a vida. Ficou curioso? Leia esse livro, é sério! Vale a pena!

Literatura para iniciantes

Depois de anos de desculpas, rejeição e preguiça indisposição mental… ACONTECEU!!! Você finalmente decidiu sair do limbo e se tornar uma pessoa culta (ou, pelo menos, colocar algo de útil dentro da cuca). Aí o primeiro problema: Por onde eu começo???

Calma jovem gafanhoto! Estamos aqui para isso. Aí vão alguns livros ultra-básicos, separados por tema, para você que nunca teve hábitos de leitura (pelo menos não de leituras mais complexas) e quer começar a mudar:

1 – Literatura clássica estrangeira: O PEQUENO PRÍNCIPE (Antoine de Saint-Exupéry)

O-pequeno-príncipe

Clichê? Com certeza. Mas, na minha opinião, esse é o melhor livro para você começar a se aventurar na literatura clássica gringa (ou talvez até na literatura de maneira geral). Esse livro é bem fino, de leitura leve, que conta com uma história super fofa e cheia de lições de vida. Um dos meus preferidos.

2 – Literatura clássica brasileira: O AUTO DA COMPADECIDA (Ariano Suassuna)

transferir

“Mas eu já vi o filme!”. Eu sei… Eu sei… Acredite, os livros do nosso país não são famosos pela simplicidade. Muita gente desiste dos clássicos brasileiros porque já começa com obras densas, como Machado de Assis. Uma estratégia que deu certo comigo foi começar a ler essas peças, que você consegue terminar rápido. Se gostar, recomendo como bônus O Pagador de Promessas.

3 – Filofia: O MUNDO DE SOFIA (Jostein Gaarder)

41-4N000z2L._SX330_BO1,204,203,200_

Para você que gosta de divagações e se sente atraído pela mãe das ciências, deixo um verdadeiro best-seller. Esse livro é uma maravilhosa ficção sobre as aventuras de uma menina descobrindo o saber filosófico, abrangendo desde a antiga Grécia até a filosofia atual. Além de ser uma história interessante O Mundo de Sofia permite que você descubra quais filósofos despertam sua curiosidade, servindo como um ponto de partida para quem tem intenção de se aprofundar no assunto mais tarde.

4 – Ficção científica: EU, ROBÔ (Isaac Asimov)

_eurobo.zoom

Não. O filme não tem ABSOLUTAMENTE NADA A VER com livro. A única coisa que eles fizeram foi pegar aquela história das “três leis”, o resto é completamente diferente. O livro é um conjunto de várias narrativas (conectadas entre si) que se passam em um mundo futurista onde a inteligência artificial é uma realidade. Observação: não espere por robôs assassinos destruindo a humanidade porque esse “Eu, Robô” é bastante simpático ao avanço científico.

5 – Religiosidade cristã: CRISTIANISMO PURO E SIMPLES (C. S. Lewis)

593770_Ampliada

Esqueça os livros de auto-ajuda mesclada com doutrinas. Escrito durante a II Guerra Mundial, “Cristianismo Puro e Simples” trás um conjunto de reflexões feitas pelo nosso querido autor de “As Crônicas de Nárnia” em programas de rádio. Todas as declarações descritas tiveram como objetivo reavivar a fé dos ingleses naqueles tempos sombrios, desvendando o cristianismo de maneira fácil de compreender e aplicável no dia-a-dia. Leitura muito interessante e enriquecedora para curiosos, confusos e devotos.

Lembrando que essa lista é apenas minha sugestão para quem deseja refinar mais a leitura, sendo que há vários outros livros que poderiam estar aí.

O importante é ler!